0

Sem título,sem foco,sem tema...sem nada!


Os gritos que ficam guardados
Os 'porquês' não revelados
As angústias aprisionadas
e os gritos...que berram dentro da alma

Cada escândalo não dado,
de dor,de tristeza,de simplesmente não aguentar mais
não aguentar justamente o nada!
e esperar o nada é o que mais dói...

O nada,a incerteza,ou o sei lá
Do que me adianta tentar perceber
tentar desvendar o que acontece
enquanto a minha alma só padece

não cresce,não evolui,regride
e entra em conflitos
existenciais e todos os outros "ais" que se pode entender
e como dói,ai!

Já não se entende o que é risada
não se distingue o que é dor e o que é alegria
porque a felicidade aparece fria
congelada,estagnada e não se permite vibrar

É,realmente é uma pena
tenho estado ignorante
me sinto tão pequena
e ao mesmo tempo,sinto-me vazia

Travada,impedida de voar
aprisionada em mim mesma
sem criar e ter expectativas
esperanças de me libertar

De poder reviver aquilo que na verdade 
eu nunca me permiti
Ou que nunca me permitiram
vá lá enteder...não tem como saber

Garganta inflamada...
Infecções criadas por nós
as inflamações são mentais
psicológicas,ou vindas de um sonho

Talvez um sonho de terror
Já não sei mais o que é um bom sonho
aqueles com finais felizes
em que tudo e todos ficam bem para sempre

Francamente,onde está a beleza dos sonhos?
Onde enfiaram a minha boa imaginação?
São tantas as perguntas eu sei,
acabo me perdendo e novamente saio em busca de quem sou

E mais do que isso,
preciso me encontrar
Antes que seja tarde demais
Talvez não haja tempo para esse encontro

Ah,mas como eu gostaria
como voaria,como sorriria
como dançaria,como feliz seria!
Seria...palavra chata,que incomoda

Incomoda meus ouvidos,
atrapalha meus sonhos
bloqueia meus sonhos
Já não sei quem sou,mas sim como bela eu seria....

(Raquel Schuindt)

0 comentários:

Postar um comentário

Monólogo faz bem!!

Monólogo faz bem!!
Não esconda suas palavras...
Back to Top