Pra quem entende...

Dentre tantos,lá estava
Alguém que eu nunca vi igual
Por fora tinha beleza,como a de muitos outros
Por dentro tinha mistérios,surpreendia no olhar

Completava com aquele sorriso amarelo
Meio sem jeito,puxando o canto da boca
Era feito de detalhes
E só quem entendia era quem sabia amar


Em cada palavra dita
era preciso ouvir além
escutar o que se dizia nas entrelinhas
Dali tudo tinha sentido


Seus movimentos embalavam a todos
quando dei por mim,percebi,
lá estava eu dançando espontaneamente
Cada vez mais perto e era isso o que eu queria


Mas de repente...um silêncio!
Entra em cena um novo acorde
e esse eu ainda não aprendi
e como pedirei pra me ensinar?


Já não consigo ser tão espontânea assim
Ritmos novos passam a me confundir
Sinto vontade de dançar,mas meus pés param
Eles travam por não conseguir encontrar os seus


Não que seus pés estejam distante,pelo contrário
Eu ainda consigo os ver
Mas a melodia ficou tão alta
Aguçando o som da sua voz


E como entenderei suas canções assim?
Como vou perceber o que se diz nas entrelinhas?
Sim,eu ainda posso ver seu sorriso tímido
e os mistérios ainda estão lá,escondidos...


(Raquel Schuindt)







1 comentários:

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Quel, depois dê uma olhadinha no meu blog ...

bjssss

Postar um comentário

Monólogo faz bem!!

Monólogo faz bem!!
Não esconda suas palavras...
Back to Top