Tão leve...

Dá uma paz,uma calmaria
Quem dera fosse assim todo o dia
Me pego embalada na canção
Dançando por dentro,no coração


E volto a flutuar tão alto
e tão longe de tudo aquilo que amedronta e apavora
Ah...como é bom ser assim
Dá medo até de suspirar


Vai que o suspiro é alto demais
Acaba acordando quem quer incomodar
e não,eu não quero ser perturbada
Prefiro dançar a canção,vez após vez...


Me torno repetitiva nas palavras
É que as emoções são as mesmas
e acabam sendo as melhores por hora
e sinceramente,que se eternizem no meu coração


Eu quero continuar embalada nesse doce acorde
Onde me é permitido dançar em paz
com leveza,com amor...com segurança
e como danço...e como vôo!


(Raquel Schuindt)

1 comentários:

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Quel, adoro seus textos, poesias...

Você passa uma sinceridade, sabe?

um bjão

Postar um comentário

Monólogo faz bem!!

Monólogo faz bem!!
Não esconda suas palavras...
Back to Top